quarta-feira, 30 de Julho de 2014

Costa versus Seguro

Fotos de obras de Joe Berardo, Buda Éden, Bombarral

terça-feira, 29 de Julho de 2014

Quando deixar de haver POCENTRO

Quando se esgotarem as verbas do POCENTRO para as festas, comes e bebes, é necessário encontrar fontes alternativas de financiamento. No novo quadro comunitário de apoio, não deverá ter verbas para estas coisas, o desperdício não acabou fica é menos visível.
Festas sem objectivos, feiras de comes e bebes e outros programas afins, já não vão estar incluídos no próximo quadro de apoio.
O que se segue é uma alternativa possível para os financiamentos:
Os empresários de restauração pagariam os comeres
Os empresários do comércio pagariam as T-shirts e os balões
Os empresários da construção civil pagariam as obras
Os empresários publicitários pagariam a propaganda
Os empresários floricultores pagariam as plantas e flores
Os empresários da segurança privada pagariam o policiamento
Os empresários de higiene e segurança pagariam a limpeza das ruas
Os empresários do ensino da condução pagariam as passadeiras e pinturas viárias
Os Empresários de carpintaria pagariam os cenários e a remodelação das salas
Por fim os Empresários não contempladas nesta listagem pagariam o resto das despesas.
Os Munícipes marcariam presença e pagariam bilhete de entrada se uma alma caridosa não lhe oferecesse um convite.
Claro que será possível a toas estas entidades concorrer aos dinheiros comunitários, pois haverá muito destinado ao aumento da produtividade empresarial e isto enquadra-se na perfeição.

segunda-feira, 28 de Julho de 2014

D. Sancho I toma Elvas aos Mouros

“Elvas tem por armas um homem a cavalo, armado com uma lança na mão direita da qual pende uma bandeira com as quinas de Portugal e em roda do escudo uma legenda. Essa legenda escrita em Latim tem como significado:”“Guardai-nos Senhor como às pupilas dos Vossos olhos”.“Diz a lenda que a origem destas armas foi o feito heroico do cavaleiro Gil Fernandes de Elvas que havia decidido ir a Badajoz e de lá trazer a bandeira real. Assim o fez. Mas, vindo uma multidão de cavaleiros castelhanos atrás dele, os cavaleiros de Elvas não abriram as portas do castelo”.“Então Gil Fernandes disse”:-“ Morra o homem e fique a fama!”.“Levantando a bandeira por cima da muralha para dentro da cidade, fez frente aos inimigos. No entanto, morreu em desigual luta a matar castelhanos”.“Dizem outros que o cavaleiro não é Gil Fernandes, mas D. Sancho I, no acto de tomar Elvas aos Mouros”.“Blogue dos alunos de Português do 1º e 2º da ESO do IES “M. Domingo Cáceres” em Badajoz)

domingo, 27 de Julho de 2014

As contratações do Benfica 14/15


Cantiga deste Verão

Lá vem o nodi
Com a sua comitiva amarela
Abram alas que o dia vai ser belo

Abram alas que o nodi vai sair
Vamos gritar um viva 
Vamos dançar e cantar, 
Que o dia é de alegria 
O nodi está a chegar

sexta-feira, 25 de Julho de 2014

Jorge Patrão quer continuar como secretário-geral da Rede de Judiarias

Quando se chega ao poder nunca mais se quer largar.
Tem sido um caso mau de dinamização cultural. Em ao invés de Espanha que construíram uma verdadeira rede turística com os Judeus, em Portugal o que conta é o número de Concelhos que aderem ao projecto, convidando depois judeus ilustres para à conta da Rede virem a Portugal.
Creio que nunca foram publicados números sobre os visitantes que se aproveitam da rede e seria bom saber-se.
“21-07-2014 | fonte: Fórum Covilhã, Beira.pt”
“O presidente da Rede de Judiarias, Dias Rocha, considerou face à entrada de novos municípios nesta entidade, que a gestão da mesma “podia ser feita por alguém a tempo inteiro”.
“Contudo, Jorge Patrão, secretário-geral e fundador da Rede de Judiarias, quer continuar a exercer as funções neste organismo, considerando que ao fim de três anos “tem resultados visíveis”. “Não penso abandonar esse filho. Hoje quase 10% dos municípios portugueses estão a participar na Rede de Judiarias, a desenvolver ações de investigação e de levantamento da história e identidade portuguesa”, disse.  Jorge Patrão afirmou que a Rede de Judiarias, na fase inicial, era “meramente uma rota regional”, vincando que hoje “alastrou ao país”, e que “está a ganhar influência internacional, com impacto nos organismos europeus”.

quinta-feira, 24 de Julho de 2014

Gatil aberto ao público

Não sei se isto é um “Gatil” ou um “Homenil”. Sei que vi lá 7 gatos a comer nas caixas que por lá vão deixando.
Está num sítio nobre de uma vila, mas pode ser encontrado em muitos pontos do País.
É claro que se fazem muitas leis para proteger os animais.
Mas será isto proteger os animais ou estamos a contribuir para a sua perigosa proliferação?
PS: Para quem julga que na nossa/vossa cidade não há disto é só estar atento. Ali para os lados da rotunda Hospital/Av. Rainha D. Amélia havia em tempos uma coisa parecida, não sei se ainda lá estará. 

O Palácio da Aventura

Antero de Quental, in “Sonetos”

Sonho que sou um cavaleiro andante,
Por desertos, por sóis, por noite escura,
Paladino do amor, busco anelante
O palácio encantado da Ventura!

Mas já desmaio, exausto e vacilante
Quebrada a espada já, rota a armadura...
E eis que súbito o avisto, fulgurante
Na sua pompa e aérea formosura!

Com grandes golpes bato à porta e brado:
Eu sou o Vagabundo, o Deserdado...
Abri-vos, portas d'ouro, ante meus ais!

Abrem-se as portas d'ouro com fragor...
Mas dentro encontro só, cheio de dor,
Silêncio e escuridão - e nada mais!


quarta-feira, 23 de Julho de 2014

Objecto lúdico em mau estado

Este objecto colocado no Jardim José de Lemos já não serve para aquilo que foi criado.
Precisa de manutenção.

Mileu - As ruinas a ruir

As ruínas do Grande Império Romano foram consolidadas e em estado visitável.
Estas são as ruínas junto a Capelo do Mileu, que começam a ter um aspecto de desleixo, não sei se por via do tempo chuvoso se porque estão a ser abandonadas.