segunda-feira, 24 de Novembro de 2014

Escola de ciclismo

O Ciclista David Rodrigues quer fazer uma escola de ciclismo na Guarda. A ideia até não é má, só não entendo a razão de querer fazer uma escola ou uma associação nova.
Se é uma Escola para Profissionais poderia fazer uma parceria com as Escolas da cidade, Sé, Afonso de Albuquerque, Profissional, IPG.
Se é uma Associação para Amadores poderia aliar-se às associações já existentes e assim aproveitar as estruturas desses clubes
Uma experiência semelhante que em tempos houve com o atletismo não foi nada brilhante.
De todas as formas, bom trabalho e boa sorte para o projecto e para as actividades desportivas.

Qual das Escolas funciona a giz?

Uma destas escolas básicas, Adães Bermudes ou Augusto Gil, ficou-se pelo século XX, não transitou de século.
Ainda funciona a giz e quadros de lousa nas salas de aula e não tem salão para as crianças brincarem, só o pátio exterior, ao ar livre.
Estas afirmações não são minhas são do Presidente da Câmara. O nome das escolas não é expressamente referido, apenas a localização, bem perto da câmara.
Com tantas obras nas escolas e com o plano tecnológico estranha-se este “ficar para trás” de uma das escolas emblemáticas da cidade.
Proponho que o Agrupamento de Escolas Afonso de Albuquerque a que pertence a escola básica, organize visitas periódicas para os mais idosos, fazendo uma viagem ao passado e ao fundo da memória

domingo, 23 de Novembro de 2014

Nova “Marca Covilhã”


Presidente da CCDRC puxa orelhas aos Autarcas

Sede da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da EstrelaPaço do Biu, Guarda
A Presidente da CCDRC – Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, puxou as orelhas aos Presidentes das Câmaras que compõem a Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela por causa do “Plano Estratégico 2020” e só não lhes chamou analfabetos por elegância ao dizer-lhes para lerem bem os regulamentos.
As novas estradas, os túneis, os Itinerários Complementares, os Itinerários Principais, o Aeroporto, nada disso entra nas contas da Comunidade Europeia.
Como se sabe estes projectos foram tirados do fundo da gaveta e introduzidos agora a ver se passava. Não devem passar.
Agora vai ser uma pressa a fazer novo Plano que se enquadro no Projecto Nacional dos Fundos Comunitários até ao ano 2020.
Estes podem ser os últimos fundos para o desenvolvimento regional. Após 2020, e pelo que se está a ver, emigramos todos. 

sábado, 22 de Novembro de 2014

O Presidente da República vai ter gabinete num Convento

 Convento do Sacramento de Alcântara, Lisboa. Foto: RGPSousa Blogue
O Presidente da República já escolheu o local para onde irá trabalhar, após acabar o seu mandato.
O local escolhido situa-se em parte de um antigo Convento do Sacramento, Dominicano, em Alcântara
Além dos gabinetes do Presidente também servirá de base a alguns serviços do Ministério dos Negócios Estrangeiros, nomeadamente do Instituto Diplomático.

100 Anos da GNR no Distrito da Guarda

Domingo, 30 de Novembro, 14H30
Estação do caminho-de-ferro da Guarda-Gare e depois no Parque Urbano
Comemoração dos 100 anos da chegada à Guarda de uma companhia da Guarda Nacional Republicana, constituída por 100 homens e que aconteceu no dia 2 de Dezembro de 2014.
Haverá uma recriação histórica do acontecimento

sexta-feira, 21 de Novembro de 2014

As taxas e os mapas

Os Membros da Entidade “Turismo do Centro de Portugal” reunidos em Viseu decidiram por unanimidade condenar o Presidente da Câmara de Lisboa, que, para quem não saiba é António Costa, candidato a Primeiro-ministro, por ter proposto uma taxa e uma taxinha para os turistas que chegam a Lisboa.
Para quem não saiba a Entidade “Turismo do Centro de Portugal” vende aos turistas que querem visitar Coimbra e por 50 cêntimos, um simples mapa da cidade e não passa recibo.

Hipocrisia política

1  – A demissão do Ministro
Foi com um coro de elogios que foi recebida a decisão do Ministro da Administração Interna de pedir a demissão. Foram políticos, jornalistas, comentadores e sociedade civil, militar e paramilitar a elogiar a demissão.
E fez ele alguma coisa que não devia ter feito? Não. A sua decisão era esperada e o Ministro não tinha saída. Entre ser queimado em lume brando, tomou a decisão que tinha que tomar: demitiu-se e isto não merece elogios, apenas se compreende. Se outros não o fizeram por coisas maiores, já é outra questão.
(Não esquecer que o Ministro deixou no fundo da gaveta o famoso relatório dos polícias na escadaria da Assembleia. Não quis tomar decisões, nem explicar a razão da demissão do chefe da polícia)
2 – Postos de trabalho
Quem cria mais postos de trabalho, o CDS ou o BE? Sem dúvida nenhuma o CDS
(A pergunta original de Paulo Portas é: Quem cria mais postos de trabalho, a Reimax ou o BE?)
3 – Subvenção para políticas
A proposta de lei para retomar o pagamento de subvenções vitalícias a  alguns políticos não andou, caiu.
A proposta conjunta do PSD e do PS, caiu.
Quando a decisão foi anunciado no Plenário da Assembleia da República, os Deputados receberam a notícia com aplausos, ovação, talvez de pé, por não terem de votar uma lei que já estava aprovada e não sentirem a cólera dos seus eleitores. (Também ficaram aterrorizados com os comentários das redes sociais e fóruns tipo antena aberta)

quinta-feira, 20 de Novembro de 2014

Miguel Torga: Homenagem de Coimbra

(Largo da Portagem/Rua Ferreira Borges em Coimbra)

Comunicado

Na frente ocidental nada de novo
O povo
Continua a resistir.
Sem ninguém que lhe valha,
Geme e trabalha
Até cair.

(Coimbra, 18 de Abril de 1961). Diário IX diários 2º vol. Dom Quixote 1999
Miguel Torga nasceu a 12 de Agosto de 1907 em S. Martinho de Anta, Sabrosa e morreu a 17 de Janeiro de 1995 em Coimbra.
Miguel Torga é pseudónimo de Adolfo Correia da Rocha, foi médico e também se destacou nas letras como poeta, contista, romancista, dramaturgo.

O Primeiro sintético

“A Câmara Municipal da Guarda anunciou, na passada, que vai inaugurar o primeiro campo de jogos do concelho com arrelvamento sintético, a 27 de novembro, no âmbito das comemorações do Dia da Cidade”.
Sendo o primeiro será que haverá mais?
Sabendo que na Guarda o futebol sénior é muito fraco (I/II Divisão distrital)
Sabendo que o Clube Desportivo do Mileu é a equipa sénior mais activa e tem campo pelado próprio
Sabendo que o NDS – Núcleo Desportivo e Social é o clube mais activo e com mais projecção a nível nacional nas camadas jovens e tem campo pelado próprio
Será que as equipas do Mileu e do NDS vão abdicar dos seus campos e passam a utilizar o campo sintético?
Já existe regulamento para a utilização do sintético?
A quem vai servir?

quarta-feira, 19 de Novembro de 2014

Casa do Bairro do Bonfim

As fotografias mostram a degradação e vandalização de uma casa no Bairro do Bonfim, Rua Mestre de Avis.
O método é sempre o mesmo: Parte-se um vidro, depois outro e mais outro, depois abre-se parte da janela e depois a outra parte e senão houver alarido e ninguém se queixar, entra-se. Lá dentro tudo pode acontecer. 

Novas Empresas na PLIE

A PLIE - Plataforma Logística de Iniciativa Empresarial da Guarda vai acolher sete novas empresas.
É num investimento de cerca de 2 milhões de euros e podem criar 30 postos de trabalho.
Os contratos promessa de compra e venda dos lotes foram assinados na passada segunda-feira.
As empresas que se querem implantar representam várias actividades, Oficinas de reparação e de desmontagem e comercialização de peças, Transportes, Lacticícios, Comércio de rações e cereais, Filtros para a indústria e Produtos de limpeza.
A área a ocupar pelas empresas é de cerca de 25 mil m2.
Destas empresas, algumas apenas ampliam o espaço que já ocupam, outras que se transferem da cidade para a plataforma há duas, uma do Ovar e outra de Beja, que querem fazer a logística a partir da Guarda.
Apesar de ter recebido uma Plataforma com grande qualidade, criticada por mutos daqueles que agora são seus indefectíveis defensores, o Senhor Presidente não se coíbe de dizer que a saída para a PLIE é a bancarrota e é a solução contra o desleixo do passado, criando-se um novo modelo de gestão.

terça-feira, 18 de Novembro de 2014

Os Deputados não gostam de polícias

Assembleia da República (Foto: Jornal Público)
Continua a ser claro que os Deputados à Assembleia da República não gostam de polícias.
Os “Inquéritos Parlamentares” são a prova disso.
Os Deputados tentam demonstrar que foram os polícias que não fizeram o seu trabalho em vez de tentar provar que houve fraudes.
Foi assim no BCP, no BPP, no BPN, nos Submarinos e agora no BES. Quem está a ser julgado é a polícia. 

Contradizer_2 – Augusto Gil


21 de Novembro – Augusto Gil
Augusto Gil
António José Dias de Almeida
Vasco Queiroz
Américo Rodrigues
Ana Dinis
João Paulo Neves
Hugo Ramone
António Godinho
Local: Casa onde viveu Augusto Gil, junto à Praça Velha, na Rua Augusto Gil